13.2.17
ELA
Ela vive dizendo que talvez não deveria estar nesse mundo, porque para ela, é apenas mais uma, que na verdade não faz muita diferença se está aqui ou não. Então prefere pensar que seria melhor que não estivesse. Por conta disso, vive corroendo coisas que não deveria, achando buracos onde não há, se perguntando o tempo todo o que está fazendo entre nós, tentando sempre encontrar motivos para confirmar sua tese. Não sei muito bem dizer o que ela tanto procura, e tenho certeza que nem mesmo ela sabe, é como se ela estivesse procurando algo de olhos vendados, ou seja, talvez nem esteja procurando algo ou então vai demorar muito para encontrar no escuro. 
Mas por mais que ela não consiga explicar o que busca, é perceptível que ela não vai parar enquanto não "encontrar" o que procura. Então apenas fico observando enquanto ela busca por todos os lados, de mãos abertas, porém vazias, às vezes correndo, outrora andando tão devagar que parece que perdeu a vontade de continuar procurando. Tão perdida que diria que nem sabe o que está fazendo, mas prefiro dizer que ela está tentando entender o porquê. De tanto vê-la em busca, tentei ser seus olhos por um tempo, já que achava que ela precisava de um par deles, entretanto acabei falhando porque por mais que eu queira guiá-la, meus olhos nunca vão funcionar como se fossem os dela, infelizmente. 
Talvez ela não saiba disso, mas não acredito que haverá uma pessoa que consigga dizer o que está fazendo aqui, com completa certeza. Porque na realidade, ninguém sabe. A única diferença é que alguns se contentam em apenas estar, enquanto outros gostam de virar a palavra "por que" do avesso, o que às vezes pode ser uma tarefa bem difícil e que te deixe sem rumo simplesmente por não saber onde quer ir. E quando você não sabe por onde ir, a chance de se perder é bem grande, e se isso acontecer, achar o caminho certo de volta pode ser impossível, já que você não sabe qual ele é. Quem sabe seja isso que aconteceu com você.
No entanto, não só foi uma vez que obtive uma falha. Não conseguindo te guiar, foi um pouco decepcionante para mim, assim decidi tentar usá-los para ver se encontrava alguma coisa no seu exterior, e por mais que eu tenha analisado minuciosamente tudo, não encontrei nada, já que o que eu estava procurando não estava deste lado. Contudo, os uso para continuar te observando, de longe e de perto, evitando que tropece, mas mesmo assim isso acontece, apenas com uma frequência menor. Talvez por enquanto isso já é um grande começo. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.