29.11.16
Nesse silêncio
Estava andando nessa rua, e enquanto mudava para a calçada, comecei a reparar ao meu redor. Olhei para trás, e via as luzes da estação, todas ligadas, quando olhei para frente, só via a iluminação do poste mesmo. Não havia ninguém na rua além de mim. Em um caso desses, a maioria das pessoas iriam andar mais rápido, olhar pelo canto do olho, e ficar com medo de acontecer algo o tempo todo. Já no meu caso, eu estava sentindo tranquilidade em apenas escutar o som dos meus oxfords batendo no chão, enquanto me sentia livre para pensar em algo e não ser atrapalhada por barulhos frequentes da luz do dia. Olhava lentamente ao meu redor, para as luzes das casas, para os cantos escuros das ruas em que eu passava, fazendo o mesmo caminho que costumo fazer, porém não neste horário, o que acabou o tornando em algo novo. 
Os lugares que costumamos ir se transformam em outros quando não estão iluminados pela luz do dia, o clima muda, as intenções mudam, as sensações são outras. Então, diferente da grande maioria, eu prefiro a noite. A escuridão. Porque ela tem algo à nos mostrar nesse silêncio do que não está iluminado, te despertando a curiosidade ou então medo. Ficar olhando para uma rua escura onde não se escuta nada, é algo curioso. 
Simplesmente consigo ter total controle de mim quando já passa da meia noite. Conseguindo trabalhar qualquer que seja o meu pensamento na hora, e não sendo interrompida por um esbarrar de ombros, um toque de telefone ou então pela música do vizinho que está alta demais. Imagina então poder sentar na calçada e apenas observar até o silêncio acabar?
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.