Você já estava de viagem marcada. Eu já sabia há muito tempo, porque era sempre a primeira a saber de algo no momento. Enquanto alguns estavam sentados à mesa, celebrando a vida ou então a morte, comendo e juntando as mãos para um agradecimento, você estava arrumando suas malas para partir no dia seguinte durante a madrugada. Você se despediu de todo mundo, e como sempre, não se esqueceu de mim, mandando uma mensagem anunciando sua partida. Não sei o porquê, mas vi aquele momento como uma hora de colocar tudo para fora, parecendo que você não ia mais voltar, e eu sabia que iria, só que meu corpo pelo menos não reagiu dessa forma. 
Quase 3.000 quilômetros de distância entre você e eu. Apesar disso, lá do outro lado, você apenas disse que estava com saudades, e como uma forma de mostrar que se lembrou de mim na viagem, iria trazer algum presente. Você voltou e com sua volta, cumpriu a tal promessa, me trazendo um presente que eram três objetos juntos. Me lembro vagamente dele, e também do seu significado que você me explicou, mas mesmo assim eu não me lembro totalmente. Isso porque o presente sempre ficou com você. Não sei a razão de eu nunca o ter pegado, e sinto por isso, e a única coisa que lembro é de você me lembrar o tempo todo que era para eu ir buscar algum dia. 
Até pouco tempo eu me arrependia muito por isso. Por não ter nada físico de você comigo. Ainda mais esse presente. Apesar disso, você sempre esteve presente, de uma forma que eu nunca soube explicar e acho que nunca saberei, só sei que você está aqui. E como a distância que existe entre nós é maior que dessa última vez, não posso dizer que você pelo menos de vez em quando se lembra de mim. Mas eu sei que quando você olha para o meu presente, você se lembra de mim, como você mesmo me disse uma vez. Você se lembra? 
Então, prefiro pensar que o melhor lugar para esse presente ter ficado, era mesmo com você. Porque só assim eu consigo ter a certeza que você têm algo de mim contigo, pelo menos algo que não deixe você se esquecer de mim. Talvez ao olhar-lo você não se lembre de tudo, e me perdoe, mas nem eu mesma me lembro, porém sei que pelo menos algo virá à sua cabeça e isso já é o suficiente para mim. Consigo sentir tranquilidade ao saber que estou perto de você, mesmo que não seja algo intencional. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.