Complicada. Foi essa palavra que eu recebi de madrugada no celular. Li e reli e realmente a cada lida em vez de entender, eu menos compreendia. Tentei colocar em  vários contextos, e só fui descartando cada um, parecendo aqueles problemas que fazem a gente rachar a cuca e mesmo assim não conseguir resolver. Resolvi ir dormir e pensar nisso no outro dia. 
Depois de muito pensar, e enquanto dançava uma de minhas músicas preferidas, finalmente me veio na cabeça a resolução do problema. Talvez você não estivesse tentando explicar algo com esse complicada, e sim tentando camuflar outra coisa que você morre de medo de demonstrar. Eu ocasionalmente reparei que a palavra complicada é bem maior que a palavra medo, então sera que não era esse o seu plano? Como uma criança que usa o cobertor para se esconder de algo que nem sabe que existe, mas que sente medo, você fez o mesmo com esse complicada. A usou para esconder essa sua falta de habilidade para lidar com algo tão imprevisível. Você gosta da sensação que sente ao chegar perto, mas não tem coragem de dar um passo a mais para frente.
Não te culpo por sentir medo. Naquela época, umas das mais trovoadas que já passei, eu sentia medo o tempo todo e é uma forma de autodefesa. Mas, o meu entendimento é até certo ponto.  É normal sentir medo de alguma coisa, ainda mais de algo que não sabemos onde vai dar, de algo que a cada momento nos trás emoções diferentes, de algo que literalmente nos coloca de frente a coisas que não sabemos se podemos enfrentar. Mas usar isso para colocar o peso em cima das minhas mãos?  Não estou dizendo que não posso suportar, porque isso nem chega a ser pesado para mim. Tenho alguns pesos bem maiores nas minhas costas. Porém, não é por isso que vou aceitar qualquer peso que queiram passar para meus cuidados. Não estava jogando esse jogo sozinha, era um jogo de dois jogadores e se eu era um, está bem claro quem era o outro.
Odeio jogos fáceis. Então antes mesmo de começar algum, eu já escolho a opção mais difícil e deve ser por isso que você não soube jogar. É isso que se espera de uma pessoa que até agora só esteve em jogos fáceis. Que feio, não é? Começar a jogar algo e não conseguir nem chegar na metade? Talvez faltam habilidades ou simplesmente você não é o jogador certo para esse jogo. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.