Como você está? Sabia que já me fiz essa mesma pergunta várias e várias vezes, mesmo depois de anos sem trocar uma palavra com você? Será que você está com a mesma pessoa de antes? Será que você está feliz como dizia para mim que queria ser ou pelo menos está perto? Será que você ainda se lembra de mim? Será que você continua sendo o mesmo cara que eu conheci um dia e que me ensinou tantas coisas? 
Eu não estava mentindo quando eu disse à um tempo atrás que você tinha um impacto sobre mim, que mesmo passando muito tempo, eu ainda ia continuar me lembrando de você. Você foi o meu primeiro amor, de um jeito tão diferente de algo que já vi até mesmo em filmes. Não se esquece algo assim, mesmo que isso te traga más lembranças, que é geralmente a maioria dos casos. Por mais que não tenhamos acabado bem, eu ainda sinto uma parte de você comigo, daquelas que não pesam muito e mesmo assim dão um grande efeito onde estão hospedadas. Tudo isso é apenas ânsia de saber sobre você. 
Fico curiosa em saber se você ainda tem uma pasta de fotos minhas no seu celular que você me falou sobre um dia. Eram fotos antigas, que eu até fiquei com vergonha, mas você disse que guardava com muito carinho e com sete chaves, e não iria apagar nunca. Já eu não tenho nenhuma sua, não que eu não faça questão, porém já me bastam todos os momentos que tivemos, que nenhuma foto vai substituir. 
Lembro do seu número de telefone até hoje, claro que não sei se ele é o mesmo, mas às vezes dá vontade de pegar o telefone e lembrar os tempos que eu discava esse número de noite para ouvir o seu boa noite. Porém sinto que quando você ouvir minha voz, vai sentir vontade de desligar na hora, entretanto seria prazeroso pelo menos escutar você dizer "Alô", e quem sabe isso não me daria coragem para dizer quem estava ligando. 
Sempre penso que essa ligação poderia se resultar em uma conversa calorosa, onde há preocupação de ambas as partes em se rever e colocar o papo em dia. De marcarmos para tomar um café, ou comer alguma coisa, enquanto eu conto sobre minha vida para você e depois você tem a sua vez de fazer o mesmo. Depois de tudo isso, íamos nos abraçar, os dois sabendo que aquilo acabaria ali, claro na parte física, porque na parte sentimental iria continuar o mesmo de sempre, e os dois torcendo para ter a mesma oportunidade anos à frente. Até porque, quantas pessoas nesse mundo devem ter a oportunidade de rever seu amor de novo? 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.