Sabe quando dizem que o mundo da voltas? Apenas pensava nisso como algo físico, assim como penso que para um avião flutuar ele precisa de gravidade. Mas não é nada físico agora, isso tudo se tornou meu tempo, a cada volta o tempo muda, não importando se e para melhor ou para pior. Independentemente de ser meu tempo, não posso ignorar quando resolve chover ou fazer sol, até porque não há um mundo que sobreviva apenas de chuva ou de calor. 
Sinto que já se completaram tantas voltas, mas o que me conforta é que vão vir outras mais. Apesar de olhar para o céu e ver um azul esticado com umas pitadas de nuvens, não vejo nada girando ou então me sinto enjoada com vertigem. Nem mesmo fico parada na tentativa de capturar algum movimento que  confirme minha tese. É bobeira querer uma confirmação de tudo, com isso você perde tantas voltas. É gostoso parar, sentar se em cima de uma grama e sentir o vento bagunçar os cabelos, entretanto uma vida não se faz apenas de uma sensação momentânea. 
Gire você mesmo o seu mundo, como girando com tanta vontade um globo terrestre. Seja com as mãos, com as pontas dos dedos, correndo em cima, velozmente ou lentamente, sendo por brincadeira ou pressa, o importante é manter isso em movimento. 
O meu globo terrestre esta aqui, às vezes ando por cima e às vezes corro. Tem dias que possuem mais voltas do que outros. Às vezes sinto que está quase parando e isso me sufoca, e quando esta acelerado também é difícil de respirar. Só preciso continuar nessa rotação, me empenhando para que ela nunca pare. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.