Umas das tarefas quando se está crescendo, não importa se é na idade ou apenas interiormente, é conhecer a si mesmo. Essa tarefa pode levar sua vida inteira para ser concluída, e talvez nem com uma vida inteira seja possível se descobrir. Não dá para saber por onde começar, o que fazer para desencadear o entendimento de algo, se a própria vida vai te ajudar ou deixar tudo ainda mais difícil.
Só que depois de descobrir a si mesmo, é aí que vem a parte difícil. Se conhecer por completo é algo maravilhoso, e ao mesmo tempo é um pesadelo. Você não vai conhecer apenas suas virtudes, mas também suas fraquezas, trevas, e com certeza um lado que você talvez soubesse que existia, porém é diferente ter certeza que ele está ali. É impossível se desfazer desse obscuro lado, entretanto é possível dominá-lo.
Sei que posso fazer coisas extraordinárias, só me basta querer, e esse é meu lado iluminado. Felizmente e infelizmente também descobri quais são minhas trevas e o que sou capaz se estiver dominada por elas. Um lado é totalmente o oposto do outro, um eu tenho orgulho, o outro eu tenho medo.
Posso machucar muito se eu quiser, já machuquei e vou continuar machucando, sendo realista, porque quando se trata de expor sentimentos, todos somos incontroláveis. Diferente de um objeto, não é possível concertar, mas é possível dominar. A parte boa de tudo isso é que quanto mais cedo você souber e conhecer todos os lados do seu quadrado, mais cedo você pode trabalhar em seu domínio.

Estou trabalhando nisso, às vezes acontece de eu falhar, mas na maior parte do tempo me saio bem. Acredito que vou passar a vida inteira tentando, e é como se eu estivesse escalando uma montanha, as vezes vou escorregar, só que essa minha montanha não tem topo. Às vezes ela se torna um pouco inclinada demais e às vezes plana. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.