A história de "As Vantagens de Ser Invisível" é contada em uma narrativa em primeira pessoa, e essa pessoa é Charlie, o personagem principal. Charlie é um garoto que sofreu muito na infância, sem amigos, com problemas para se relacionar e isso dá para perceber pela forma que ele procurou para desabafar. Sem amigos, ele escreve cartas contando sobre seus dias, para uma pessoa que ele chama de amigo, mas que não é especificado, e a cada momento que Charlie precisa partilhar algo, lá está ele escrevendo mais uma carta para o tal amigo.
E então ele vai para o seu primeiro dia no ensino médio, o que parece ser um tormento já que não fala com ninguém. Porém para recomeçar, Charlie tenta "participar" sem perguntar "por quê?" todo o tempo. Então na escola acaba conhecendo Sam e Patrick, que se tornam seus melhores amigos, e vivem juntos as confusões da adolescência. 
As Vantagens de Ser Invisível é um livro totalmente real, digo isso porque ele aborda vários temas como: drogas, amizade, parentes chatos, depressão, festas, aborto, e outros que são muito fortes. O livro em si não possui uma história que é extraordinária, mas ele carrega tantos elogios por ter uma história contada por cartas, para alguém que acredito ser o próprio leitor, que acaba virando um amigo de Charlie, e esses temas que ele aborda tão claramente da forma que é e da forma que acontece, sem rodeios. E ao ir lendo as cartas, você percebe o amadurecimento do personagem, que é uma coisa interessante de se ver.
Com certeza digo que é um livro que pode ser indicado para várias pessoas, e após a leitura, cada uma vai se identificar com algo, sendo ela adulto ou adolescente, por isso que acredito que para algumas pessoas o livro causa um impacto forte e para outras não. Vai depender do que você vai se identificar no livro. 

As Vantagens de Ser Invisível
Stephen Chbosky
Editora Rocco
224 páginas
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.