Sempre me olho no espelho todos os dias, para pentear os cabelos, para escovar os dentes, ou para dar aquela ultima olhada antes de sair de casa. Mas muitas vezes me olho no espelho não para ver meu reflexo desta vez e sim para tentar enxergar o que está acontecendo dentro de mim. Olhando olho no olho, me concentrando em tudo que está dentro desses olhos, tudo que esses olhos já presenciaram. Tem vezes que essa olhada no espelho pode passar de minutos para horas. E é uma boa maneira de enxergar a si mesmo, de alem de sentir a lágrima no rosto, ver ela saindo dos olhos e percorrer todo o rosto ate cair na roupa e formar uma bolinha escura na roupa. 
Vejo que apesar de eu ter crescido tanto, esses olhos continuam os mesmos daquela garotinha que ia dormir pensando em todos os seus sonhos até adormecer. Mas apesar de serem os mesmos olhos dela, o brilho mudou, junto com as bonecas a inocência também se foi, e o brilho da maturidade tomou seu lugar. Apesar de serem olhos maduros, neles também vejo rancor, tristeza, malicia, tudo que essa pequena garota sonhadora teve que infelizmente aprender. Lembranças que um dia foram presente, e mesmo que eu pudesse apagá-las, não tenho certeza se o faria.
As vezes quando vou olhar no espelho fecho os olhos, para quando abrir tentar ver aqueles olhos inocentes que um dia já vi, mas isso nunca funciona. Não tenho vergonha de me olhar no espelho, mas sinto medo, medo do que tudo que essa garotinha viu, no que pode se tornar. Também toco o espelho tentando tocar minha alma, ou algo de mim que está ali refletido, mas a única coisa que eu sinto é algo gelado e duro, e não sei se isso que estou sentindo é o próprio espelho ou eu mesma. 
Apesar de não carregar essa inocência, carrego coisas tão importantes, que se essa garotinha que se olhava no espelho soubesse que um dia iria aprender, enquanto ela se olhava no espelho ela sorriria porque um sonho dela, apenas um, iria ter se realizado. Que apesar de ser apenas um sonho realizado, é o suficiente para se sentir realizado. E de todas as tentativas, pelo menos uma deu certo. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.