Eu achei que essa ferida estava cicatrizada, nunca pensei na possibilidade de ela ser reaberta. Doeu tanto, mas com o passar do tempo essa dor não passou, mas aprendi a conviver com ela. Porém o tempo tem o poder de concertar ou piorar as coisas, nesse caso concertou. Depois de tanto tempo estava feliz, e que pena que durou tão pouco. Agora com essa ferida aberta é como se tudo que eu aprendi fosse apagado, de uma maneira fácil, como simplesmente passar uma borracha no papel. 
Só não entendo o porquê, porque você voltou? Eu não estava totalmente bem, e sinceramente acho que nunca estaria, mas eu já tinha aprendido a ficar sozinha. Por que se afastou por tanto tempo? Se ao menos você me explicasse a razão, mas acho que nem com a melhor desculpa eu te perdoaria, não porque não quero, mas porque tenho que dar um tempo para mim. Sinto que ainda estou em luto por aquele antigo e empoeirado amor, que mesmo sobrevivendo a tudo isso, passando por tudo isso, ele está inteiro mas não é o mesmo. Ao invés de ele ser conservado ao longo dos anos, ele foi jogado no sótão, no escuro, esquecido e coberto com um lençol. 
Mas é a mesma coisa que acontece com algum objeto, por mais que não tenha utilidade nenhuma e ainda esteja ocupando espaço, por gostarmos tanto dele, acabamos deixando ele ali mesmo. Porque é difícil se desfazer de algo que foi tão significativo para mim, e quando jogo fora, parece que também estou jogando fora uma parte de mim, como se não tivesse sido importante. Porém também temos que ter na cabeça que tudo tem seu tempo de vida, sua passagem, sua utilidade, e esse amor teve o tempo dele. 
Ele era vivo, feliz, de bem com a vida, puro, colorido, e o melhor de tudo é que ele era tão gostoso de sentir, de viver. Só que com o tempo ele foi ficando fraco, estressado, infeliz, foi perdendo a cor aos poucos até se tornar apenas preto e branco. E você aparece querendo pintar ele novamente com lápis de cor, mas é como uma folha amassada, você pode tentar concertar, mas ficam as marcas. 
Bom, por mais que eu não queira, sinto que você ainda está conectado a mim, de alguma forma que não consigo encontrar palavras para expressar, mas sinto. Apesar de todo esse desgaste, também sinto que ainda não posso colocar a palavra FIM. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.