Sempre tive certeza sobre cada mínima escolha que já fiz até aqui. Quando era pequena, mesmo tendo brinquedos em minhas mãos, já sabia qual carreira queria seguir. Qual roupa iria usar para ir à escola e qual para sair. Sempre pensei que deixaria isso acontecer quando eu quisesse e eu certamente escolheria a hora certa. Mas não aconteceu como eu esperava, e você chegou. 
Você fez questão de me virar de cabeça para baixo, e a garota que antes sabia o que queria, agora já não tem mais certeza de nada. Quando penso em você, vem trilhões de coisas na minha cabeça, o que aconteceria e o que não queria que acontecesse, e na verdade eu penso em tanta coisa ao mesmo tempo que me perco em mim mesma. Não sei se paro onde estou, se continuo ou volto. Tem dia que queria voltar, mas já tem dias que quero ficar parada e em outros quero continuar e olha, já estou confusa de novo. Eu até acho que o que tanto gostava em você era isso.
Já se passou tanto tempo, pelo menos para mim, ficar nessa situação, já parece uma década. Tudo era tão bom com a gente, tão fácil, e agora está tão confuso. Mas essa confusão ao seu lado era gostosa de sentir, mas sentir isso sozinha é dolorido.  Porém eu acho que isso tudo é porque eu ainda faço questão de guardar essas memórias comigo, esperando que algum dia isso possa mudar. Talvez esteja na hora de soltá-las no vento, e se o lugar delas for comigo, elas com certeza irão voltar algum dia. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.