Desde esse dia eu ficava vermelha por te ver, ou falar com você ao telefone, desde esse dia nunca fui a mesma perto de você. Foram tantas promessas, mas foram promessas jogadas ao vento, que nunca foram cumpridas e se perderam pela cidade. Momentos que foram apagados como se fossem um rascunho, uma folha amassada e jogada no lixo. 
Há uma grande distância entre a gente, porém não sei se foi a vida que colocou ou nós mesmos, mas ela é muito grande, tão grande que acho que é impossível eu conseguir quebrá-la sozinha. Não tenho toda essa força, pareço muito forte, mas isso é apenas uma capa, também tenho minha Kryptonita como todo herói, tenho minha fraqueza. Entretanto, tem momentos que acho que essa distância não pode ser tirada, ela foi colocada justamente para cada um seguir seu caminho e correr atrás de suas felicidades. E agora, estou eu aqui, sem saber o que faço, preciso da sua mão para me levantar e me ajudar, ou eu mesma me levanto sozinha e continuo meu caminho, mas está difícil de saber qual é o mais difícil. 
Queria parar no momento, no nosso momento, que eu precisava ouvir sua voz, mas você também precisava da minha, o momento em que tinha uma pessoa na linha toda vez que eu ligava, que respondia minha absurdas mensagens, que me achava louca, mas mesmo assim estava ali comigo. Agora parece que isso se desfez completamente, e parece que eu mesma inventei essas memórias, que tudo aquilo não era real, apenas coisa da minha cabeça confusa. 
Ainda sinto sua falta, ainda algo me faz lembrar de você, do jeito como você era sério, que me dava bronca as vezes, por dar risada do modo que falava das coisas, perfeitamente de tudo. E do mesmo jeito que me lembro disso, não consigo acreditar que isso foi pura imaginação da minha parte. 
E eu que fui boba de acreditar que quem amava de verdade não deixaria isso acabar assim, que amaria essa pessoa para sempre. Ou isso é apenas coisa de cinema ou você não foi sincero comigo ao dizer que estaria comigo quando eu precisasse. Será que é preciso sempre se machucar para aprender algo? Mas tudo bem, todo mundo se machuca um dia. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.