Todas as pessoas passam por dor na sua vida, é normal quando se está na terra como ser-humano. Seria ótimo que desfrutássemos apenas do amor, alegria, mas infelizmente não é assim que funciona. Geralmente mesmo sendo difícil, a pessoa consegue lidar com esses sentimentos que nos invadem e parecem que nunca vão embora, mas outras não conseguem lidar com a situação. Não sabem como compartilhar a dor, liberar o peso do peito, e escolhem o caminho mais escuro, o da automutilação.
Para elas essa é a única forma de se expressar, é como funciona com uma simples lágrima, pode parecer simples, mas para ela é muito mais difícil. E em vez de deixar esse sentimento tomar conta dela e rolar pelo rosto, para ela é mais fácil se automutilar, um alívio rápido de tudo. Passando a dor sentimental para a dor física, como se fosse uma troca ou querendo igualar os dois lados que existe em nós, o interno e o externo.
Se expressar com alguém ajuda e muito, compartilhar o que se sente para uma pessoa de sua confiança, que está ali com o intuito apenas de te ajudar. Mas se isso ainda é tão difícil, tem uma ajuda que está do lado de qualquer pessoa, porém poucos percebem, uma folha de papel e uma caneta.
Em uma simples folha de papel pode ser passado qualquer sentimento de uma maneira fácil, sem ferimentos. Começando simplesmente à escrever o que está sentindo, o que te faz sair do controle, e por aí só depende de você na hora de se expressar. Digo por experiência própria, que quando você escreve esse peso dentro de você, essa dor vai passando pelas veias até chegarem nos dedos, passando para o lápis e enfim sendo escritas no papel, ficando ali. Mas nunca dispense uma ajuda especializada.
Eu poderia ter começado esse texto como narradora, mas hoje eu sou apenas uma espectadora.
Compartilhar:
Comentários:

2 comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.