15.4.13
Um dia comum
Hoje eu acordei como outro dia qualquer, com o celular despertando debaixo do travesseiro e eu sempre colocando 5 minutos de soneca, já que o frio e a preguiça faziam questão que eu não me levantasse. Finalmente depois de várias sonecas, levantei, escovei os dentes, mas um pouco sonolenta ainda. Desci para assistir um pouco de televisão, mas não passava nada de interessante. Então resolvi tomar café da manhã, já que dizem ser a refeição mais importante do dia. 
Depois disso, minha mãe veio me abraçar na sala, pelo meu dia, e foi tão fofo, que naquele momento me senti tão feliz quanto uma criança com um pirulito na mão. 
Fiquei algum tempo na sala com a Pink assistindo televisão, porque mesmo não tendo nada de bom, nesse frio, debaixo das cobertas e ainda com meu bebê, é um dos meus passatempos preferidos. 
Com o sol surgindo de surpresa, decidi ir pra rua e comprar açaí para tomar, trouxe um sorvete para minha mãe, e ficamos na mesa de fora conversando e se refrescando. 
Mas a partir do começo de tarde, fiquei me perguntando porque tantas pessoas tratam o aniversário como se fosse o melhor dia do ano, ou algo parecido, e ficam tão ansiosas quando fazem aniversário, já que eu percebi que foi um dia tão comum quanto os outros, fora os presentes. Bom, depois de um tempo cheguei à conclusão que na verdade, o seu aniversário serve para as pessoas te lembrarem o quanto gostam de você e se importam. Quando sua mãe chega por trás e te dá aquele abraço, os presentes, para mostrar que se lembraram de você. Ou também, esse dia serve para mostrar que mais um ano se passou, e o que mudou desde então. Porém não foi minha idade, um simples número que me mostrou que já cresci, mas foi minha mãe que antes quando eu era menor, ela arrumava minha cama no meu aniversário e hoje foi eu mesma que arrumei. 
Então meu dia foi bem normal, respirei do mesmo jeito, não me senti mais pesada ou mal por ter um ano a mais, mas foi um dia legal de abraços e beijos. 
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.