21.3.13
A tecla delete
Queria as vezes ser um teclado de computador, mas só para ter uma tecla delete em minha vida. Quantas vezes já tentei deletar problemas pequenos quanto grandes, brigas familiares, aquela amiga que pisou na bola e já esta tão distante de mim como o sol esta da terra, aquele carinha legal que hoje só é uma paixonite boba da adolescência. E parece que quanto mais você tentar esquecer algo, mais você se lembra daquilo, ou seja, parece que a memória indesejável esta na gaveta importante da cômoda de memórias. 
Depois de tanto insistir nisso e ficar com medo de ficar pensando naquilo o dia inteiro, percebi que ela só se vai embora quando você se esquece naturalmente a cada dia. Em uma segunda esta tão claro na minha mente como se fosse real, mas depois em outro domingo já esta tão imperceptível como um fumaça se desfazendo no ar. Porém ela nunca vai estar totalmente apagada, sempre que eu olhar alguma coisa, posso correr o risco de voltar novamente no tempo naquele exato momento. 
Acho que não posso ter uma tecla como um teclado porque as lembranças são as provas de que estou crescendo ou não, se amadureci ou ainda estou na infância, mesmo com meus 18 anos de vida. Mas imagine se eu não as tivesse também? Como eu lembraria em não confiar em qualquer pessoa facilmente. Como eu lembraria de não cometer o mesmo erro de antes ou então como eu lembraria de não passar no mesmo caminho obscuro duas vezes? Então se eu apagasse tudo isso, no final acabaria com as gavetas da cômoda cheias de perguntas sem respostas. 
Então chego na conclusão que tudo faz parte do nosso crescimento, as memórias ruins ou boas vão influenciar muito na minha caminhada.
Compartilhar:
Comentários:

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.