Eu estou mudando, sempre estive. Mas não em tudo, mudei em forma de pensar, acho que a palavra certa mesmo nem é mudei, e sim, cresci. Naquela época tinha uma certeza, e sempre a carregava comigo, você nunca entendeu meus princípios, aliás, ninguém nunca entendeu.  E essa certeza esta comigo até hoje, e continuo a protegendo. Porém, naquela época, eu não sabia explicar o porque desta certeza estar comigo, mas hoje eu já consigo. Eu não estava preparada para tanta responsabilidade, e eu sabia disso o tempo todo, e tenho muito orgulho de ter admitido isso, e não ter feito a escolha errada. Na verdade, não estou preparada até hoje, e é esse amor próprio que esta me segurando em pé, à cada passo que dou no meu dia a dia. 
Não acho que você vá me entender algum dia, e nem quero. Há coisas que fazem parte de nós, e devem ficar guardadas conosco, e se contarmos, já não faz mais parte, vira algo que não podemos mais controlar. 
Conheço muitas pessoas, perdi amigos, ganhei outros, alguns permanecerão, mas nenhum deles foi ou é tão intimo quanto você foi. Posso contar nos dedos, pessoas que estão na minha vida que são íntimas como você, mas elas ainda estão, mas você já se foi há muito tempo.
Você dizia me entender, mas nunca entendeu, e por isso mesmo que se afastou, teve medo, temos medo do que não conhecemos, e ainda tem, do que tenho para te mostrar, não foi nem o começo.
Não me arrependo das minhas escolhas, de nenhuma delas, e nunca vou me desculpar por quem eu sou, nem que isso pudesse te trazer de volta. Isso se chama amor próprio, o primeiro amor que as pessoas deveriam aprender na vida, porque devemos nos amar primeiro, para depois amar o próximo. 
Compartilhar:
Comentários:

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Tati, como você escreve bem!

    Esse seu texto me lembrou uma frase da Fernanda Mello: "O que eu acho é que o mundo precisa de pessoas apaixonadas. Por elas mesmas."

    Adorei sua visita no Estouro em Palavras! :)

    Beijos Mil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Dani, sério que gostou? E eu que achava que não era muito boa nisso. Muito obrigada, vou passar à escrever mais.

      Que isso, seu blog é uma fofura, e já até gravei como favoritos aqui, para estar sempre visitando.

      Beijão. Tati Candido

      Excluir

2012-2016 © MEUSDELIRIOS.COM - DIREITOS RESERVADOS.